EXISTE FÉ SEM CARIDADE?

1 – Parece que a fé não necessita da caridade, pois uma coisa seria a fé, outra as boas obras da conduta humana.

2 – Além disso, os que protestam contra a Igreja, ensinam que ao indivíduo basta somente confiar fervorosamente em sua salvação,[1] para receber de Deus sua recompensa de vida eterna.

3 –  Ensinam ainda que nas Escrituras encontramos que o homem só recebe a graça pela fé que é dom de Deus, e não na caridade que é obra humana, para que assim não se vanglorie.[2]

4 – Ademais, podemos pecar fortemente, se confiarmos mais fortemente ainda que Jesus apesar disso nos salvará,[3] do que se nota a total inutilidade da prática dos atos de bondade e das obras de caridade.

5 – Por fim, alegam que a caridade deve ser feita para mostrar nosso amor e louvor a Deus, sem dela esperarmos uma graça que nos reconcilie com Ele.[4]

Mas em contrário, dizem as Escrituras que: “[…] aquele que não cuida dos seus, e principalmente dos da própria casa, NEGOU A FÉ, e é pior do que um INCRÉDULO. ” (I Timóteo 5,8) “SE BEM FIZERDES, não é certo que serás aceito? E SE NÃO FIZERES BEM, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo” (Gênesis 4.7) “Proclamam que conhecem a Deus, MAS NA PRÁTICA O RENEGAM, detestáveis que são, rebeldes e INCAPAZES DE QUALQUER BOA OBRA. ” (Tito 1.16) “Porque o Filho do homem virá na glória de seu pai com seus anjos, e depois RETRIBUIRÁ A CADA UM DE ACORDO COM O QUE FEZ. ” (São Mateus 16. 27)

SOLUÇÃO> Caridade é a essência da fé, sem a qual a fé é inútil, vazia e morta,[5] e onde há morte não há a graça de Deus.[6] Essência é o que é próprio de um ser, cuja retirada o desnatura, tornando-o noutra coisa. É da essência dos animais vertebrados o conjunto de vértebras e ossos que formam o esqueleto, de onde não pode haver vertebrado sem estrutura óssea. Ora, é próprio do servo agir conforme os mandamentos do seu Senhor.[7] Infiel é aquele que age de modo contrário ao que com os lábios diz acreditar.[8] Por isso, Cristo nos falou que “[…] todo ramo que não der fruto em mim o Pai corta-o[9]”, de onde vem respostas aquelas teorias.

1 – Como ensinaram os apóstolos, a fé cristã opera mediante a caridade[10], do que se concluiu que fé sem caridade é inoperante, nula[11]. Como a causa que não produz efeito é estéril e imperfeita, assim também é uma fé incapaz de produzir bondade.[12]

2 – Deus identifica, mede e julga a fé por meio das ações daqueles que não só ouviram e confiaram, mas também se tornaram praticantes dos mandamentos Divinos. Só é possível cumprir o segundo mandamento que é amar o próximo como a nós mesmos, por meio da caridade,[13] e quem não cumpre esse mandamento, descumpre o primeiro que é amar a Deus sobre todas as coisas, pois quem ama obedece[14]. Por isso, Deus recompensará cada um conforme suas ações.[15]

3 – Os que ensinam que a caridade não é fonte de graça Divina, ensinam contra as Escrituras. A caridade, sendo fruto da fé, é também fonte de graça a ser pesada no juízo final, pois não se pode ter um fruto diferente da árvore.[16] Deus registrou no céu a caridade de Cornélio que ajudava aos pobres, e dela não esqueceu[17]. Caridade não é obra do homem, mas o amor de Deus que se realiza através do ser humano.[18] Por esta razão, ensinou o apóstolo (Rm 11-6; 4-4 e Ef 2. 8-9), que ninguém pode receber a graça por obras humanas, como a filantropia (que se distingue da caridade) ou cumprimento de leis morais e cerimoniais, como circuncisão, as restrições de alimentos e a guarda do sábado, pois se assim fosse, nós nos salvaríamos por mérito próprio, sem o favor de Cristo.

4 – Somos aquilo que fazemos. O pintor pinta, o matemático calcula, o juiz julga, o ladrão rouba, o assassino mata e o pecador é aquele que peca sem arrependimento. A fé é o remédio contra o pecado não porque o aceita e tolera, mas porque move o homem à perfeição, tirando dele todo vício, o conduzindo à virtude.[19] Ter fé não é aval para continuar pecando, porque se o pecado é inimigo de Deus,[20] teremos que abandoná-lo, e detestá-lo, se quisermos a amizade de Deus, pois não se serve a dois senhores.

5 – Se as boas obras devem ser feitas para demonstrar nosso louvor e amor a Deus, conclui-se que não as praticar implica no pecado da falta de amor e louvor a Deus, e quem não ama está morto[21] e não o conheceu. Mas se aquele que ama demonstra seu amor por sua caridade, é certo que Deus tem vida nele[22], de onde se nota o equívoco dos que alegam que uma fé sem frutos poderá nos reconcilia com Deus


[1] “Mas se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça. Se, porém, é pelas obras, já não é mais graça; de outra maneira a obra já não é obra. ” (Romanos 11:6)

[2] “Pela graça fostes salvos, mediante a fé; e isso não vem de vós, porém é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. ” (Efésios 2. 8, 9)

[3] Carta de Lutero à Felipe Melanchthon, em 1.521: “Se você é pregador da graça, prega a graça verdadeira, não fingida; se a graça é verdadeira, tenha a certeza de que se trata do pecado verdadeiro, não do fingido, porque, Deus não salva pecadores fingidos. SEJA PECADOR E PEQUE FORTEMENTE, MAS CONFIA E SE ALEGRE MAIS FORTEMENTE AINDA EM CRISTO VENCEDOR DO PECADO, DA MORTE E DO MUNDO. HÁ DE PECAR ENQUANTO VIVAMOS AQUI. Esta vida não é a morada da justiça, senão que, como disse Pedro, estamos à espera de novos céus e de nova terra em que habite a justiça. Basta que pela riqueza da glória tenhamos conhecido o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo; DESTE NÃO NOS SEPARARÁ O PECADO, INCLUSIVE AINDA QUE FORNIQUEMOS E MATEMOS MILHARES E MILHARES DE VEZES AO DIA. Por que é que crê ser tão mingado o preço da redenção de nossos pecados, pago por tão grande e bom cordeiro? (No Dia do Apóstolo São Pedro, ano 1.521. par. 12.)

https://anaturezaeotempo.net.br/2018/09/09/1521-carta-de-martinho-lutero-a-felipe-melanchthon/

[4] Confissão Protestante de Augusburg, ano 1.530. Art. 20.

[5] “Assim também a fé: se não tiver obras, é morta em si mesma. (São Tiago 2, 17)”

[6]“Nós sabemos que fomos trasladados da morte para a vida, porque amamos nossos irmãos. Quem não ama permanece na morte. (I São João 3, 14)”

[7]“Quem possuir bens deste mundo e vir o seu irmão sofrer necessidade, mas lhe fechar o seu coração, como pode estar nele o amor de Deus? (I São João 3, 17)”

[8]“Este povo somente me honra com os lábios; seu coração, porém, está longe de mim. (Mt 15. 8)

[9] Jo 15. 2-3.

[10]“Porque em Cristo, nem o circuncidado, nem o incircuncidado tem valor. Tudo o que importa é a fé que OPERA ATRAVÉS DA CARIDADE. ” (Gálatas 5.6) “Esta recomendação só visa a ESTABELECER A CARIDADE, NASCIDA DE UM CORAÇÃO PURO, de uma boa consciência E DE UMA FÉ SINCERA. ” (I Timóteo 1.5)  

[11] “De que aproveitará a alguém dizer que tem fé, senão tiver obras? Acaso esta fé poderá salvá-lo? (São Tiago 2. 14) ” “Queres ver, ó homem vão, como a fé sem obras é vã. Vês como A FÉ COOPERAVA COM AS SUAS OBRAS E ERA COMPLETADA POR ELAS. (São Tiago 2.22)

[12]“Ora, o fruto da luz é bondade, justiça e verdade. (Efésios 5, 9)” “Não só isso, mas foi destinado também pelos sufrágios das igrejas para nosso companheiro de viagem, nessa obra de caridade, que por nós é adminis­trada para a glória do Senhor, em testemunho da nossa boa vontade. (II Coríntios 8, 19)”  

[13] “A caridade não pratica o mal contra o próximo. Portanto, a caridade é o pleno cumprimento da Lei. (Romanos 13, 10)

[14] “[…] meu mandamento é este: amai-vos uns aos outros COMO EU VOS AMEI. SEREIS MEUS AMIGOS SE FIZERDES O QUE VOS MANDO. O que vos mando é que vos AMEIS UNS AOS OUTROS. (São João 15. 13, 14 e 17) ”

[15]“O mar restituiu os mortos que nele estavam. Do mesmo modo, a morte e a morada subterrânea. Cada um foi julgado segundo as suas obras. (Apocalipse 20, 13)” “Eis que venho em breve, e a minha recompensa está comigo, para dar a cada um conforme as suas obras. (Apocalipse 22, 12)

[16] “Toda árvore boa dá bons frutos; toda árvore má dá maus frutos. (São Mateus 7, 17)” “Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má, bons frutos. (São Mateus 7, 18)”

[17] “Deus não é injusto para se ESQUECER DA VOSSA OBRA e do AMOR QUE MOSTRASTES AO SEU NOME. ” (Hebreus 6. 10). “Cornélio, a tua oração foi atendida e Deus se lembrou de tuas esmolas. (Atos dos Apóstolos 10, 31)”

[18] A GLÓRIA DO MEU PAI MANIFESTA-SE quando DAIS MUITOS FRUTOS E VOS TORNAIS MEUS DISCÍPULOS. Se obedeceis aos meus mandamentos, permanecereis no meu amor. (São João 15. 8, 9 e 10) ” […] vosso ingresso e progresso na obra de Deus NÃO SÃO OBRAS HUMANAS, mas a intervenção do Poder Divino, que não cessa de vos assistir. ” (Manuscritos, de Santo Antão do Deserto, ano 251-356)

[19]ABRAÇARAM A FÉ em Deus SE ESFORCEM POR SE APERFEIÇOAR A SI MESMOS NA PRÁTICA DO BEM. ” (Hebreus 4.8) “Preguei […] para que se arrependessem e SE CONVERTESSEM a Deus, FAZENDO DIGNAS OBRAS CORRESPONDENTES. ” (Atos 26. 20)

[20] “Se dizemos ter comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não seguimos a verdade. ” (I São João 1, 6)”Aquele que diz conhecê-lo e não guarda os seus mandamentos é mentiroso e a verdade não está nele. (I São João 2, 4)”

[21] I Jo 6. 14

[22] Se nos amarmos mutuamente, Deus permanece em nós e o seu amor em nós é perfeito. (I São João 4, 12)”

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial